Amazon

Zag

Publicado em

zag

Quem me conhece, conhece-me com um livro em cada canto da casa. Normalmente dedicados ao universo da gestão. Normalmente desfolhados em simultâneo. Por ora são quatro – “Nudge”, “The Culting of Brands”, “Marketing as Strategy” e, o que leva maior avanço, logo o preferido, “Outliers”, o último de Malcom Gladwell.

Entre as várias dezenas com que privei nos tempos mais recentes, há dois, que quero destacar. Não sendo novos, eram-no para mim até há umas semanas. “Brand Gap“, primeiro, “Zag“, depois. Ambos de Marty Neumeier.

Li-os de seguida, em meia dúzia de dias, há um par de semanas. Essa é a promessa de Neumeier: um livro para ler numa viagem de avião (assertividade, num mundo poluído por informação), que vai mudar para sempre a sua perspectiva sobre marcas e negócios (relevância, num mundo repleto de ruído). Um desafio que, asseguro, está à altura – o que não é fácil, dada a expectativa. Isto enquanto, com atrevimento, desafia um paradigma instituído: para quê gastar 300 páginas num livro cuja ideia se esgota nas primeiras vinte?

Antes de seguir até à Amazon (não encontrei nenhum dos dois à venda em Portugal), vale a pena procurar por eles no Slideshare.

A montra virtual da Amazon

Publicado em Atualizado em

Chama-se Windowshop e é uma nova ferramenta que a Amazon acaba de lançar. Na prática trata-se de uma forma de pesquisa visual dos produtos mais vendidos, com apoio de conteúdos áudio e vídeo. “Lose Yourself in Amazon Bestsellers” é este convite à acção.